PHP Functions – Tutorial básico para o uso de funções no PHP

O PHP é uma linguagem interpretada, que é famosa pelo seu vasto uso na internet. Hoje o PHP é a linguagem mais comum no desenvolvimento de web sites institucionais e blogs. Isso ocorre por conta das facilidades que essa linguagem tem, uma delas sendo sua baixa curva de aprendizagem. Neste artigo vamos ver mais sobre funções no PHP e sua utilização.

Funções Integradas

O PHP já possui mais de 1000 funções integradas na linguagem, que podem ser utilizadas em nossos códigos. No PHP existem funções para manipular a data e hora como a função date.

<?php
echo date("d/m/Y H:i:s");
?>

O código acima exibe a data e hora formatados como: 24/03/2021 21:06:45. Também temos funções para manipular strings como a função ucfirst que faz com que a primeira letra de uma string fique maiúscula.

<?php
echo ucfirst("hello world!");
?>

Veja na documentação oficial do PHP, a listagem completa das funções disponíveis.

Funções criadas pelo usuário

Além das funções integradas disponíveis, também é possível criarmos nossas próprias funções. Uma função é um bloco de código que realiza uma tarefa distinta. Veja em outro artigo do blog: Código Limpo – 7 dicas na criação de funções, dicas na hora de utilizar funções em nossos códigos.

 Criando nossa primeira função

A criação de funções no PHP é bem simples, basta utilizar a palavra reservada function e após ela o nome da função.

<?php
function primeiraFuncao() {
  echo "Hello world!";
}
?>

Para executar essa função basta utilizar seu nome.

<?php
function primeiraFuncao() {
  echo "Hello world!";
}
primeiraFuncao();
?>

Parâmetros para funções

Em nossas funções podemos passar argumentos como parâmetros. Estes parâmetros estarão disponíveis para o uso dentro das funções.

<?php
function primeiraFuncao($nome) {
  echo "Hello world "  .  $nome;
}
primeiraFuncao("Anderson");
?>

Modificamos nosso exemplo para receber uma string como parâmetro. O valor passado ao chamar a função é atribuído a variável definida na função, em nosso exemplo é a variável nome.

Valor padrão para um parâmetro

Ao passar um parâmetro para uma função podemos definir um valor padrão para ele. Caso não seja informado o valor na chamada da função, a variável terá o valor definido como padrão.

<?php
function primeiraFuncao($nome = "Nome não informado") {
  echo "Hello world "  .  $nome;
}
primeiraFuncao("Anderson");
echo "\n";
primeiraFuncao();
?>

No exemplo acima na primeira chamada da função será impresso: “Hello world Anderson”. Já na segunda chamada será impresso: “Hello world Nome não informado”.

Definir o tipo do parâmetro

A partir do PHP 7 é possível definirmos o tipo de parâmetro que a função vai receber. O PHP é uma linguagem de programação não tipada, mas agora é possível fazer o controle de tipo na entrada e saída de uma função. Para definirmos o tipo de parâmetro, basta colocar o tipo ante da variável.

<?php
function primeiraFuncao(string $nome) {
  echo "Hello world "  .  $nome;
}
primeiraFuncao("Anderson");
?>

No exemplo acima estamos falando que o parâmetro será do tipo string. Veja na documentação do PHP os tipos disponíveis.

Retorno de uma função

No PHP também podemos retornar um valor em nossa função. Para retornar um valor basta utilizar o return.

<?php
function primeiraFuncao(string $nome) {
  return "Hello world "  .  $nome;
}
$result = primeiraFuncao("Anderson");
echo $result;
?>

Definir tipo de retorno

Assim como nos parâmetros, a partir do PHP 7 também é possível definirmos o tipo de dado que será retornado em uma função. Para isso basta definirmos o tipo na primeira linha da função.

<?php
function primeiraFuncao(string $nome) : string {
  return "Hello world "  .  $nome;
}
$result = primeiraFuncao("Anderson");
echo $result;
?>

Logo depois do nome da função e dos parâmetros, coloque os : e o tipo antes da chave. Veja na documentação do PHP os tipos disponíveis.

Funções anônimas

A partir do PHP 7 também podemos utilizar funções anônimas. Este tipo de função não recebe um nome em sua declaração. Com isso podemos definir seu valor direto a uma variável, ou mesmo utilizar no PHP um conceito comum do JavaScript por exemplo, que são as funções de callback.

<?php
$result = function (string $nome) : string {
  return "Hello world "  .  $nome;
};
echo $result("Anderson");
?>

No exemplo acima atribuímos a função diretamente a variável $result. Assim o resultado da função fica nesta variável.

<?php
function primeiraFuncao($nome, $function) {
  echo $function($nome);
}
 
primeiraFuncao("Anderson", function(string $nome) : string {
  return "Hello world "  .  $nome;
})
?>

Neste segundo exemplo, criamos a função primeiraFuncao e passamos para ela o nome e outra função como parâmetro. Nesta função usamos o echo para imprimir o retorno da função passada por parâmetro passando o nome por parâmetro dessa função. Na chamada da função primeiraFuncao, passamos o nome como parâmetro e uma função anônima. Este conceito é um pouco complexo no início, mas é bem simples de se utilizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *